Durante a San Diego Comic-Con, o Marvel Studios Animation revelou novos detalhes e imagens sobre Spider-Man: Freshman Year, animação do Homem-Aranha que faria parte do Universo Cinematográfico da Marvel. Só que as informações do desenho contradizem as dos filmes, gerando dúvidas sobre como exatamente ela vai se encaixar no UCM. A resposta que veio agora é muito simples. Não vai.

Em uma entrevista ao site Comic Book, Brad Winderbaum, chefe de streaming do Marvel Studios, revelou que a animação segue um caminho diferente devido a uma mudança bem específica na história.

O padrão é o mesmo que vimos em Capitão América: Guerra Civil. Da cena em que Peter chega em casa com o Blu-Ray que encontrou no lixo e tem uma visita. Só que, de acordo com Winderbaum, “coisas novas e aleatórias que aconteceram no multiverso”, em vez de ser Tony Stark esperando para levar o moleque para lutar num aeroporto na Alemanha, quem o espera é Norman Osborn. Isso faz com que a trajetória deste Homem-Aranha seja um pouco diferente.

Norman Osborn em Spider-Man: Freshman Year

Basicamente, Spider-Man: Freshman Year é um grupo WHAT IF? mesmo. Isso explica porque existe um Norman e Harry Osborn nesse universo (em Sem Volta para Casa, é revelado que não existem nem uma Oscorp no UCM), ele já vai encontrar personagens como o Demolidor e o Doutor Octopus. A impressão que eu tenho é que em vez de jogar o Homem-Aranha em uma treta global (e depois universal) com os Vingadores, essa versão será mais “pé no chão”, assim como boa parte das histórias do personagem são nos quadrinhos.

É válido lembrar também que com a grande bagunça do multiverso e as Guerras Secretas, nada impede que tudo isso acabe se misturando em algum momento e elementos desse desenho sejam utilizados para os novos filmes com o Tom Holland. Vamos ver no que isso vai dar, mas Homem-Aranha com o Demolidor nunca é demais, então vamo que vamo.

Spider-Man: Freshman Year estreia na Disney+ em 2024.