Quando Bryan Lee O’ Malley terminou a série de graphic novels de Scott Pilgrim, muita gente se perguntou qual seria o próximo projeto do autor. Depois de quatro anos, temos aqui Seconds, HQ lançada em julho e que conta uma história bem diferente da série que o fez famoso.

Seconds conta a história de Katie, uma jovem com seus 20 e tantos anos que abriu um restaurante com os amigos, o tempo passou e ela acabou ficando, enquanto todos seguiram com a sua vida. Quando ela está prestes a abrir um restaurante só seu, as coisas não parecem ir conforme os seus planos.

É aí que ela vê em um cogumelo mágico e um ser sobrenatural a chance de consertar os seus problemas, encontrando uma segunda chance para a sua vida. Só que nem tudo funciona como ela gostaria.

Amadurecimento dos personagens e do autor

Quem leu todos os volumes de Scott Pilgrim, sabe que por baixo de toda aquela camada de briga, referências a videogames e uma gatinha de cabelo colorido, a trama da graphic novel é basicamente um cara amadurecendo e deixando pra trás seu estilo de vida adolescente.

SecondsEm Seconds, Bryan Lee O’ Malley leva o leitor ao próximo estágio, mostrando alguém que já conseguiu algumas realizações na vida, mas tudo parece não sair como planejado. Katie, uma jovem que abriu um restaurante com seus amigos, agora vive no apartamento em cima do estabelecimento, esperando a reforma de um prédio para abrir o seu próprio negócio.

A personagem chegou a um ponto de sua vida em que tudo parece ter freado, criando uma frustração natural e digna de questionamento sobre suas decisões. A maneira fantasiosa com que o autor faz com que os erros sejam consertados e, no mesmo processo, piorados é o mais próximo que você encontrará de Scott Pilgrim em Seconds.

A nova HQ de Bryan Lee O’ Malley mostra uma evolução do autor tanto quanto desenhista como contador de história. Em vez de utilizar referências à cultura pop para ajudar a contar a história, como aconteceu em Scott Pilgrim, em Seconds ele foca muito mais nos personagens e na maneira como eles se relacionam.

Isso me pareceu um Bryan Lee O’ Malley da época de Lost at Sea, graphic novel lançada antes do primeiro volume de Scott Pilgrim.

Chegando ao final de Seconds, é possível notar que, apesar do autor ter variado o estilo de cada uma de suas histórias, O’ Malley escreve histórias sobre a chegada da vida adulta e como se adaptar a ela.

Seja tentando entender quem você é no mundo (Lost at Sea), amadurecer e lutar por aquilo que acredita (Scott Pilgrim) ou aceitar os erros do passado e usá-los como aprendizado para o futuro.

Seconds by Bryan Lee O'Malley

Se você espera um Scott Pilgrim com uma personagem feminina como principal, tire essa ideia da cabeça e leia Seconds pelo que ele realmente é. A HQ consegue ser tão bom (e em alguns momentos melhor) que o último trabalho do Bryan Lee O’ Malley, não decepcionando em momento algum. Vai na fé!

PS: Fique de olho na galera que frequenta o Seconds, nome do restaurante da Katie. Apenas isso.

Leia Mais
Review: Chorar de Rir