Louco Graphic MSP

O Louco vai ganhar sua própria Graphic MSP — e mais novidades do selo brazuca

E mais um personagem icônico vai ganhar um álbum próprio no selo Graphic MSP. Conforme anunciado pelo editor da Maurício de Sousa Produções, Sidney Gusman, o próximo rosto a estampar a capa de uma HQ própria será o Louco.

A novidade foi anunciada durante um painel relacionado ao projeto na GibiCon, em Curitiba, e levou todo mundo à loucura no pequeno auditório. Isso porque, ao contrário da Turma da Mônica, Chico Bento e Bidu, o Louco nunca foi um protagonista, mas um coadjuvante das histórias do Cebolinha. E é exatamente essa liberdade de trabalhar com seu background que deixou todo mundo animado.

Louco Graphic MSP
Teaser de Louco, por Rogério Coelho

O artista responsável para fazer essa releitura do personagem é o ilustrador paranaense Rogério Coelho, que se juntou ao que o próprio Gusman se referiu como “Família Graphic MSP”. E, apesar de o nome de Coelho não ter o mesmo peso de um Danilo Beyruth ou mesmo de um Vitor Caffagi, o teaser exibido pelo editor do projeto fez todo mundo ansiar por março de 2015, quando o álbum chega às bancas.

Nada foi dito sobre o teor da história, mas o autor disse que ela trará muito de sua infância nos bairros de Curitiba — seja lá o que isso signifique. Além disso, algumas pessoas na plateia notaram que a imagem de divulgação trazia algumas gaiolas ao fundo, o que poderia remeter a uma relação entre liberdade e loucura no enredo. Contudo, nenhum dos envolvidos comentou a possibilidade. O nome do álbum também não foi revelado.

Mais Graphics

Além disso, Sidney Gusman comentou um pouco mais sobre de demais Graphic MSP já anunciadas, destacando que, ao contrário do que muitos pensavam, a Turma do Penadinho — com roteiro e arte da dupla Paulo Crumbim e Cristina Eiko, dos Quadrinhos A2 — não será uma história de terror, papel que deve ser ocupado pela história do Papa Capim.

Já em relação à Turma da Mata, que havia perdido seu principal desenhista há algum tempo, algumas novidades. Com a saída de Greg Tocchini, quem assume o lápis do álbum de Jotalhão e companhia é Roger Cruz, que tem “apenas” Uncanny X-Men e Wolverine em seu currículo.

Turma da Mata Graphic MSP
Os Vingadores que a gente merece (agora com a arte da Roger Cruz)

De acordo com o editor da HQ, a escolha de Cruz foi feita pelos próprios artistas que ainda estão ligados ao projeto. “A sugestão foi feita pelo [Davi] Calil e o [Artur] Fujita”, explica. “Para eles, a graphic novel só faria sentido se fosse com alguém com quem eles pudessem trabalhar em equipe. Foi aí que eles indicaram o Roger, que aceitou”.

Para comemorar a nova escalação, um novo teaser foi liberado e já é possível ver um pouco do tom da história por ali. Enquanto a primeira imagem mostrava apenas o elefante verde saltando de um barranco, agora já vemos o grupo de personagens reunidos e em uma posição um pouco mais heroica, com direito a espada e posição de combate. Seria a primeira investida das Graphic MSP no gênero super-herói?

Pode ser que sim, já que o próprio Sidney Gusman deixou bem claro que teremos algo em um sentido bem diferente do que vimos até agora nos lançamentos do selo. “Muita gente reclamou da escolha da Turma da Mata por serem personagens que ninguém lia”, conta o editor. “Isso porque elas não eram histórias para a gente na época. E, da mesma forma, a graphic vai seguir por um caminho totalmente diferente desta vez”.

E, em 2015, uma boa notícia. Segundo Gusman, teremos uma nova Graphic MSP chegando às bancas a cada três meses — uma periodicidade regular que deve amenizar o sofrimento dos fãs.

Outra mídias

Por fim, o painel ainda tocou em assuntos como o sucesso do projeto e as sequências de Astronauta e Turma da Mônica, os dois primeiros álbuns e os maiores sucessos até agora. Contudo, o que mais chamou a atenção foi a derrapada de Danilo Beyruth no que diz respeito à investida da Maurício de Sousa Produções em outras mídias com as HQs já publicadas.

Graphic MSP
Da esquerda pra direita: Luís Felipe Garrocho e Eduardo Damasceno (Bidu: Caminhos), Vitor e Lu Cafaggi (Turma da Mônica: Laços), Sidney Gusman, Rogério Coelho (Louco), Danilo Beyruth e Cris Peter (Astronauta: Magnetar)

E a escorregada logo ganhou ares de suspense quando o próprio Gusman disse que as histórias são boas demais para ficarem limitadas àquelas páginas e deixou todo mundo ansioso quando falou que mais novidades sobre isso podem aparecer na Comic-Com Experience, em dezembro. Vale lembrar que os rumores sobre uma animação de Magnetar não são novos e rondam o Astronauta desde seu lançamento, em 2012.

Leia Mais
321: Fast Comics já está disponível no ComiXology!