Demolidor: O Homem Sem Medo

Demolidor, Atrevido (ahhh aquele desenho do Homem-Aranha) ou Daredevil. Não importa como você queira chamar o herói criado por Stan Lee na década de 70, grande parte dos fãs de quadrinhos sabe quem ele é.

O advogado Matt Murdock, cego desde criança por causa de um acidente bizarro com lixo tóxico, teve seus sentidos restantes mais aguçados, se tornando um combatente da lei nos tribunais durante o dia e um vigilante, batendo em bandidos, durante a noite.

Só que aconteceu bastante nos anos 80 e 90, o herói recebeu uma nova origem, mais violenta, realista e sombria pelas mãos de Frank Miller, que após assumir os quadrinhos do personagem entregou histórias sensacionais com ele.

Demolidor: O Homem Sem Medo é uma delas, contando novamente como o jovem Matt se tornou o Demolidor.

Spoiler: não muda tanto, mas é SENSACIONAL.

daredevil-man-without-fear-imageFrank Miller na época que ele não tava caduco era tão legal

O Homem Sem Medo cobre bem, em cinco edições que depois viraram um encadernado, tudo o que sabemos sobre o Demolidor ou que pelo menos deveríamos saber.

Vemos sua juventude, com um pai boxeador que precisa virar capanga de mafioso pra colocar comida na mesa, até o seu acidente e o momento em que se torna órfão.

Temos o primeiro encontro de Matt com a Elektra e o surgimento de Wilson Fisk e como ele se torna o Rei do Crime. Tudo manjado, só que nas mãos de um Frank Miller não caduco, parece que os acontecimentos ganham mais peso e importância.

Os desenhos de John Romita Jr também ajudam bastante nessa tarefa, mas os textos do Miller funcionam muito bem com um personagem como o Demolidor exatamente por ele ser naturalmente sombrio.

Se a série for de fato como o quadrinho…

DemolidorQuando a Marvel e o Netflix começaram a divulgar mais detalhes sobre a série do Demolidor, deu pra perceber que Homem Sem Medo foi um dos principais quadrinhos que serviram de base para os produtores.

Seja pelo uniforme todo preto, pré-ROUPA OFICIAL, presente na HQ do Frank Miller, ou até mesmo pelo clima passado nos trailers, tudo parece uma versão live action do quadrinho, salvo algumas mudanças, como a omissão da Elektra e a inclusão de Karen Page na trama.

No final da HQ, é possível ver um pouco mais do porque o Demolidor é um personagem legal. O Durval já falou um pouco sobre como é fácil se identificar com o cara, mesmo ele sendo um advogado cego que se veste com chifrinhos pra sentar a mão na bandidagem.

Homem sem Medo mostra o quanto o herói consegue ser interessante, seja como o advogado cego ou como o vigilante mascarado.

Leia Mais
Louco Graphic MSP
O Louco vai ganhar sua própria Graphic MSP — e mais novidades do selo brazuca