Ficar sempre de olho nos Humble Bundle da vida é sempre uma boa opção para quem está buscando novos jogos para adicionar a sua biblioteca Steam (até porque, pode falar a verdade, quase nunca você joga todos os games do seu acervo pessoal). De vez em quando são apenas jogos O.K. – não é aquela coisa, mas também não foi caro. Porém, de vez em quando, algumas surpresas aparecem por lá e foi isso o que aconteceu com Evoland 2 – A Slight Case of Spacetime Continuum Disorder.

Um jogo que, no começo, parece bem despretensioso – uma cópia barata de Zelda da época do Super Nintendo – mas com alguns minutos de gameplay, se mostra muito mais que isso: Evoland 2 é uma verdadeira homenagem ao mundo dos games.

O jogo começa com o personagem principal acordando em uma casa estranha e com amnésia – um dos clichês mais usados em jogos de RPG da época dos 16 bits. Fora isso, é aquela coisa de sempre: anda pela vila, conversa com os moradores, procura por uma arma para poder sair para o mundo, quebra vasos e tudo mais com o que você está acostumado.

História começa se desenrolar, hora da primeira dungeon e o que acontece? Evoland deixa de ter aquela visão classicona de RPG (Pokémon, Chrono Trigger, etc), a tela fica na horizontal e ele se transforma em um jogo de plataforma, bem no estilo Super Mario. O gameplay também muda (no “modo” RPG, o seu personagem não pula, mas no “modo” plataforma, sim).

Outra coisa, o enredo se passa no passado, no presente e no futuro – como o próprio subtítulo já entrega. Toda vez que você viaja no tempo, os gráficos também mudam. No presente ele é 16 bits, no passado se transforma em 8 bits e no futuro em 3D estilo PS1, N64.

DIFERENTES GÊNEROS E GAMEPLAYS

Cada dungeon, podemos dizer assim, rola uma mudança de gameplay e o jogo passa por vários estilos de jogos: Beat ‘Em Up, “Navinha”, RPG por turno, RPG tático e até jogo de luta – com direito a Hadouken e tudo mais.

E sabe o que é melhor? Tudo com uma jogabilidade bem fluida, os controles respondem bem qualquer modo que ele apresenta. Alguns jogos também mudam seu estilo, mas nem sempre os controles respondem tão bem quando essa mudança acontece. Em Evoland 2, isso não acontece – o que é surpreendente pela quantidade de estilos que ele nos dá.

Outra coisa que chama a atenção é que os diferentes gêneros funcionam na história. Seja a luta contra um boss estilo Street Fighter, seja o jogo de cartas (bem no estilo Gwent de The Witcher), a “Navinha”, etc. Tudo faz sentido dentro do que acontece no jogo.

Como a história se passa no passado, presente e futuro, você já deve ter imaginado que suas ações em uma determinada época afetam o mundo nas outras. Existem certos puzzles no jogo que você precisa voltar ao passado, resolver alguma no presente e finalizá-lo no futuro.

Assim como os diferentes tipos de jogabilidade fazem sentido na história, essas mudanças na linha temporal do jogo também fazem sentido, deixando o enredo bem amarrado, apesar da maluquice de viagem no tempo.

MILHARES DE EASTER-EGGS

Evoland 2 é uma grande homenagem ao mundo dos games e é óbvio que a quantidade de easter-eggs dele é absurda. Desde a mais sutil até aquelas que estão na cara, como a caixa amarela com um ponto de interrogação do Super Mario.

Piadas com personagens clássicos e com a cultura Puro Pop estão presentes em todos os momentos do jogo, fazendo com que você se sinta o Capitão América sacando as referências.

Apesar de ser um jogo indie – desenvolvido pela Shiro Games – ele não é curto. Eu demorei mais de 20 horas pra zerar ele (isso sem contar que existem alguns itens colecionáveis que fazem com que o gameplay se alongue ainda mais).

Infelizmente, algo que poderia ser a cereja final da experiência do jogo mas não rolou, é a trilha sonora. Não que ela não seja boa,  é bem legal e casa certinho com o local do mapa que você está visitando. Mas ela não se transforma, por exemplo, em um chiptune quando volta pro passado, ou se transforma em um mp3 quando está no futuro. É sempre em mp3. Talvez não tenha rolado grana pra isso, ou foi algo que os desenvolvedores deixaram de lado. Mas seria algo bem interessante se isso acontecesse.

Evoland 2 está disponível pelo Steam (PC e MAC) e vale a pena dar uma chance para ele, um game que faz uma verdadeira ode ao mundo dos games e da cultura Pop.

Sem mais artigos