Editorial: Falando sobre cultura pop na internet

Puro Pop

Geralmente um editorial sobre mudanças na linha de um site é feito em momentos de grande virada ou quem sabe com a entrada de um novo ano e layout. Entrei no Puro Pop no último mês de 2013. Desde então, só fui tocando e vendo o que acontecia.

Coisas boas aconteceram, ainda que o site esteja apenas um pouco acima do antigo status “só os amigos acessam essa desgraça”. Só que existe algo que parecia segurar um pouco a empolgação devida.

Eu, André, também conhecido como Oda graças à minha cretinice, escrevo bobagens sobre cultura pop na internet desde 2007. Antes com um site (bem feito nas coxas) e depois, em setembro do mesmo ano, no Judão, onde eu fiquei até o penúltimo mês de 2013.

Nesses 8 anos escrevendo bobagem, eu aprendi a escrever melhor, eu fui em uma Comic-Con e, acredito ter aprendido a fazer uma parada interessante pros outros lerem/assistirem. Trabalhei (e ainda trabalho) com uma galera maneira, já trabalhei com gente imbecil que eu quero mais é que se lasque, mas chegou o momento de fazer uma mudança no Puro Pop.

Se você tá lendo isso aqui, provavelmente acessou o site nos últimos meses e, pra você eu digo “Te amo <3” e que você percebeu que o layout do site mudou no último mês. Com ele, o foco do site também vai mudar. Como editor-chefe disso (HAHAHAHAH), eu explico.

Sem sair arrotando grosso e passando vergonha

Quando eu entrei no Puro Pop, esse antro de cretinice era tomado pela várzea. No fundo, a várzea nunca deixou de existir, mas tava num nível alarmante. As pontas foram aparadas, mas uma das coisas que fazia o Puro Pop ser o Puro Pop era a completa e total falta de vergonha de ser ridículo pra falar sobre qualquer coisa.

Eu poderia vir aqui falar que “O Puro Pop trará um novo jeito de você encarar a cultura pop”, mas isso seria pedante e até um pouco mentiroso. Também poderia falar, em outras palavras, que o site seria o “novo Omelete/Judão/Jovem Nerd/Melhores do Mundo/BANCA DO ZÉZINHO/sei lá mais o que”, mas isso seria patético. Basicamente, o que teremos agora é “Puro Pop será o Puro Pop”.

Uma foto publicada por Puro Pop (@puropop) em

Primeira coisa: cada um tem um jeito de abordar esse tipo de assunto. Uns preferem um jeito mais sério, uns mais avacalhado, outros nas coxas e alguns querendo arrotar grosso e encher linguiça pra parecer importantes. O Puro Pop sempre foi um negócio meio que “tô contando a notícia pra um amigo”. Deixou de ser uma época e agora vai voltar. Acho.

Outra coisa que vai mudar: notícias. Caso você dê uma olhada no site hoje, perceberá que o grande foco dele está sendo em notícias, seguido de alguns reviews. Daqui pra frente, você não verá trocentas atualizações diárias no Puro Pop (não que o site tenha disso), publicando notícias que todo mundo já tá comentando pelo Twitter e Facebook.

Agora, apenas aquilo que tivermos alguma coisa DE VERDADE pra falar e acrescentar aparecerá por aqui. Isso e “produções Puro Pop”, também conhecidas como o monte de loucuras aleatórias que aparecem por essas bandas. As notícias mais “comuns” agora aparecerão no nosso Facebook e principalmente no Twitter, então, se você ainda não curtiu a nossa página ou não segue o nosso perfil, faça o favor. Mesmo assim, ainda teremos uma forma dessas notícias surgirem aqui no site. Aguarde e confie.

Por que mudar?

Hoje em dia, existe uma quantidade obscena de sites sobre cultura pop na internet. Alguns são mais focados em um tipo de assunto (cinema, games, etc). Por isso, todo mundo acaba postando a mesma coisa e o jeito como a notícia e os temas são abordados acabam sendo cruciais para chamar a atenção do público.

Particularmente, eu não gosto de 90% dos sites que existem por aí. Alguns por postarem conteúdo lixo (escrito nas coxas), outros por ficarem querendo policiar tudo o que essa galera faz.

Um exemplo disso são “os paladinos do jornalismo de games”, que estão sempre aí pra dar pitaco do que os outros estão fazendo, talvez numa ânsia de que todos levem a sério o seu trabalho com jogos, mas só acabam sendo chatos pra cacete.

Faz o teu direitinho e deixa rolar. “Ah, mas esses caras fazendo errado têm mais audiência”. Novamente, faz o teu direitinho e não seja chato pra cacete. Reclama quando é algo REALMENTE absurdo, tipo site grande ensinando a desbloquear videogame e tal, não com qualquer besteira.

Don’t be a lemon. Be a Rosebud.

E esse tipo de coisa dá vontade de mudar. Sempre existirão os lugares pra você ter TODAS AS NOTÍCIAS que saíram hoje. Citando um dos exemplos que eu dei lá em cima, o Omelete faz isso bem. Se é bem escrito ou não, vai do teu gosto, mas é inegável que eles conseguem manter um fluxo constante de notícias diárias.

Pra gente não se tornar os chatos que ficam reclamando dos outros e só postando o que todo mundo posta, chegou a hora de colocar a cabeça pra funcionar e produzir conteúdo cretino para vocês.

Chegou a hora de começar a deixar essa bagunça divertida para todo mundo.

Leia Mais
Oscar 2015: Birdman voou faceiro!