Eu era 100% sexy no Orkut #2: Tá no Pause

A ideia inicial disso aqui seria fazer um textão por semana, mostrando lentamente a deterioração da minha mente na frente das pessoas que acessam o Puro Pop. Mais ou menos como acontecia com artista pop quando chegava numa certa idade e virava trevoso ou junkie pra mostrar que era sério. Ou faziam uma colab com o Timbaland. Um monte de gente fez isso, mas eu não sou artista pop, não uso drogas ou conheço o Timbaland pra fazer uma colab com ele. Sobre a parte de ser trevoso e desse jeito, tô mais pra Abbath rolando no barranco mesmo.

Enfim, quarentena que dura mais de 40 dias é coisa de fdp e volto aqui um mês depois pra reunir um monte de notícias e opiniões que ninguém pediu sobre coisas que nem todo mundo se importa.

Falando em anime…

My Hero Academia e Attack on Titan dublados?

Nos últimos dias, começaram a surgir rumores mais fortes sobre a chegada da Funanimation no Brasil, com o pessoal do site Funianime comentando que o estúdio The Kitchen México confirmou a dublagem para a América Latina de vários animes, que você vê listados no tweet abaixo, do site @PapoNerdCE.

Além disso, My Hero Academia já estaria sendo dublado em português, informação que praticamente foi confirmada graças a treta entre Guilherme Briggs e Hermes Baroli. Basicamente, é briga entre Superman e Seiya.

Final Fantasy 7 Remake é bom mesmo, gente

Depois de ter terminado FF7 Remake, a única coisa que consigo pensar é que a Square Enix fez um milagre, primeiro por ter esticado uma parte que malemá dava 10 horas no jogo original em um novo de 45 horas, e por não ter cagado nas calças enquanto fez isso.

Sério, baita jogo, comprarei a sequência faceiro, principalmente por conta daquele final absurdo. Parabéns aos envolvidos. PS: Tifa is still waifu.

Wrestling: gravidez e gente idosa que não sabe se aposentar

Nesse último mês, além do fato de WWE e AEW insistirem em fazer shows ao vivo sem ninguém na plateia, o que, veja só, mata boa parte da graça da coisa toda, dois fatos chamaram bastante atenção e ambos vieram da WWE.

O primeiro é que a Becky Lynch teve que abdicar o Raw Women Title porque tá grávida do Seth Rollins. Isso aqui ficou parecendo um trechinho de TV FAMA, mas o negócio é real.

Gente bonita fazendo criança durante a pandemia. Tomara que nasça uma criança feia pra ficar bonita, pois já dizia Renan da Towner Azul Bebê, tem que ser assim, senão é uma criança bonita que vira um adulto esquisito. É biologia isso.

O outro fato foi a estreia de uma minissérie sobre o Undertaker que foi disponibilizada na WWE Network. Até pra quem não vem assistindo WWE nos últimos anos (não culpo ninguém por isso), é realmente legal ver o documentário e notar que é a primeira vez em 30 anos que cai o manto do kayfabe e você vê o homem por trás do personagem e a sua dificuldade em deixar os ringues com seu legado intacto.

A série ainda está no seu segundo episódio de cinco e vale bastante ser conferida. Tem até o Vince McMahon quase chorando. É louco ver o véio lunático parecer um ser humano.

Vivendo em pause

Além do fator extremamente grave dessa pandemia, que é o de milhares de pessoas morrendo todos os dias, aqueles que estão tentando se cuidar, não somente pensando em si próprios, mas nos outros, existe outro que é a mudança na forma como nós priorizamos as coisas.

Já falei aqui do quanto tava ficando doido em abril, um mês depois de ter me fechado em casa. Em abril, ainda rolava certa esperança de que as coisas entrariam nos eixos e que, perto do final de maio, talvez rolasse uma luz no fim desse túnel cada vez mais longo. Só que aliado a uma legião de imbecis que não estão levando as coisas a sério, ainda temos um imbecil genocida como presidente incentivando e fazendo merda, então o que já era complicado, começou a ficar insuportável.

Eu sei que tem gente em situação muito pior do que a minha. Esse é o momento em que a gente precisa fazer a nossa parte e ajudar quem a gente puder, mas ao mesmo tempo, viver uma realidade que parece que não adianta pra nada. A sensação de viver um eterno dia da marmota acaba fazendo com que, pelo menos, a minha cabeça entre num modo em que só sei que tô em dia útil porque preciso trabalhar nele.

Foto: Columbia Pictures

Durante um tempo, as pessoas entraram no modo “vamos aproveitar esse tempo em casa pra fazer coisas que estavam paradas” e eu simplesmente não consigo fazer isso. Eu poderia usar esse tempo pra atualizar mais o Puro Pop, que é um negócio que o fato de ainda existir mostra o quanto eu me importo com ele, mas não consigo. Eu poderia fazer cursos, eu poderia jogar coisas que estavam paradas, ler livros que não foram lidos, ver filmes que eu ainda não vi, e vir falar sobre eles aqui. Só que eu não consigo.

Porque eu tô constantemente preocupado com meus amigos, a maioria dodói da cabeça e que tá sozinha nesse período. Eu me preocupo com o meu pai, com as minhas irmãs e meus sobrinhos. Até com meus cunhados, veja só.

O que eu consigo fazer, além de compras de coisas que eu realmente não preciso, mas que acho muito maneiras (tipo uma TV 4K), é tentar pensar no que eu vou fazer depois. Não pensar que esse é o “novo normal”, porque na minha mente, não pode ser. Eventualmente, vou ter que aceitar que é, mas uma parte de mim quer acreditar que aquilo que eu sempre evitei, que foi aglomeração e pessoas encostando em mim, vai voltar e vou aproveitar tudo isso. Que todos nós vamos.

É horrível fazer planos numa época dessa, até porque facadas mal dadas nos colocaram numa realidade onde a gente nem sabe até quando vamos nesse embalo, mas eu quero acreditar que não vai demorar tanto assim pra coisas como birra entre dubladores de desenho japonês, luta livre, a vontade de tomar cerveja com um amigo ou só matar a vontade de ver alguém que você gosta na tua frente, rindo de alguma imbecilidade que você disse, voltarem a fazer parte do nosso dia a dia.

Até lá, a gente vai vivendo em pause. FICA DENTRO DE CASA, CARAIO! Se puder, só bota a cara pra fora pra gritar xingamento contra gente que fala que tudo tá ok.

Eu sei que não faz sentido nenhum isso tudo no Puro Pop, mas QUANDO É QUE ESSE SITE FEZ SENTIDO?

PS: Repito aqui a dica do mês passado e assistam Run. Tá muito legal. Tem na HBO, tem na internet. Vai que vai.

Leia Mais
Confira o novo trailer de It: A Coisa – Parte 2