Tem na Netflix #20 — Samurais, cretinos e Foo Fighters

Você assinou a Netflix, está todo faceiro por ter uma bordoada de títulos para ver, mas a quantidade de coisas na tela acaba criando um problema. Muitas vezes, você passa mais tempo procurando alguma coisa para ver do que realmente assistindo um filme ou série.

Pensando nisso, resolvemos criar algumas listas com sugestões de filmes, séries e documentários disponíveis no Netflix brasileiro, dando os motivos pelos quais você deveria assistir aquilo. É o Tem na Netflix!

Sim, você simplesmente poderia ficar rodando a lista do Netflix e tentar a sorte com algum título, mas também pode ver em um ou dois parágrafos se um filme merece seu tempo ou não.

A ideia é cada lista contar com sete títulos, um para cada dia da semana. Sim, terão alguns filmes ou séries que todo mundo conhece, mas tem gente que não entende o motivo do hype e estamos aqui para oferecer aquele abraço e explicar o porque.

Para acessar os filmes e séries, basta clicar nos títulos aí embaixo. Para verificar as outras listas do Netflix que já fizemos, clique aqui.

E sim, chegamos na vigésima edição do Tem no Netflix! \o/

1) Samurai Jack

samurai jack
No começo dos anos 2000, o pessoal responsável pelas animações do Cartoon Network resolveu dar uma inovada e largaram na mão de Genndy Tartakovsky (criador de O Laboratório de Dexter e aquela minissérie melhor que os filmes Star Wars: Guerras Clônicas) a missão de criar um novo desenho. Samurai Jack é esse desenho e conta a história de um príncipe do Japão feudal que busca vingança contra um demônio que matou seu pai.

Ao vencer o inimigo, ele acaba sendo jogado para um futuro distópico, onde tem de enfrentar robôs, aliens e outros perigos em uma sociedade controlada pelo mesmo demônio. A série é bem feita, relativamente adulta e bem sensacional.

2) Guerreiro

warrior netflix
Guerreiro conta a história de dois irmãos com problemas e que acabam participando de um torneio de MMA, podendo resolver suas tretas por ali. Parece um filme besta, mas Guerreiro é absurdamente foda e pesado, com atuações muito boas do Tom Hardy e Joel Edgerton, além de ter umas lutas de MMA muito mais legais de assistir do que as que passam no UFC. Sério, rolam uns suplex ali que você fica “Mas gente”.

3) Jackass: O filme

JackassStarring Johnny Knoxville and Bam Margera© Paramount Pictures
A primeira tentativa dos retardados da série da MTV no cinema, Jackass: O Filme não só captura bem aquele clima de fazer coisas idiotas com os amigos, como também aumenta o nível das coisas.

Além de ter alguns sketchs como o do carrinho e raio-x, Jackass: O Filme é interessante ao ver que os caras zoam um com os outros, mas tá todo mundo junto. É geral rindo junto enquanto faz merda.

4) Medo e delírio em Las Vegas

Fear-And-Loathing-In-Las-Vegas
Lembram da época que um filme com o Johnny Depp prometia pelo menos alguma coisa interessante? Pois é, parece um período tão distante que quase não existiu, mas isso não é verdade, vide a existência de Medo e Delírio em Las Vegas.

Contando a história do jornalista Hunter Thompson (interpretado pelo Depp) até Las Vegas, usando droga pra cacete e pirando no processo, o filme é absurdamente interessante e merece ser assistido, nem que seja pra entender o motivo dele ter se tornado praticamente um clássico cult.

5) Foo Fighters: Live at Wembley Stadium

foo-fighters-live-at-wembley-stadium-original
É show do Foo Fighters. Você sabe que o negócio é bom.

6) Austin Powers: O Agente Bond Cama

Austin-Powers-The-Spy-Who-Shagged-Me-1999-90s-films-27477768-1280-720
Provavelmente o único filme do Austin Powers que eu consegui dar risada de verdade, Austin Powers: O Agente Bond Cama (que trocadilho cretino) coloca o agente secreto de volta ao passado, com novos personagens e mais uma ameaça do Dr Evil.

Basicamente, todas as piadas que funcionaram em Austin Powers realmente brilharam nesse filme, até fazendo com que o Mike Myers parecesse uma improvável estrela da comédia. Aí ele fez trocentos Shreks e se perdeu GLORIOSAMENTE.

7) As vantagens de ser invisível

perks
Baseado no livro de mesmo nome, As Vantagens de Ser Invisível é o filme que mostrou que o Logan Lerman não é engessado como o Percy Jackson e a Emma Watson conseguia realmente ser mais que a Hermione. A história de um moleque com passado problemático que encontra amigos em sua escola é legal, com aqueles momentos de filmes adolescentes, mas só pra te dar uma porrada na cara depois.

Vale lembrar que o filme tem o Ezra Miller, que será o Flash do filme da Liga da Justiça. E tem Emma Watson, algo que sempre é válido por motivos de <3.

Leia Mais
Um mini-episódio de Sherlock para animar a véspera de Natal