Você assinou a Netflix, está todo faceiro por ter uma bordoada de títulos para ver, mas a quantidade de coisas na tela acaba criando um problema. Muitas vezes, você passa mais tempo procurando alguma coisa para ver do que realmente assistindo um filme ou série.

Pensando nisso, resolvemos criar algumas listas com sugestões de filmes, séries e documentários disponíveis no Netflix brasileiro, dando os motivos pelos quais você deveria assistir aquilo.

Sim, você simplesmente poderia ficar rodando a lista do Netflix e tentar a sorte com algum título, mas também pode ver em um ou dois parágrafos se um filme merece seu tempo ou não.

A ideia é cada lista contar com sete títulos, um para cada dia da semana. Sim, terão alguns filmes ou séries que todo mundo conhece, mas tem gente que não entende o motivo do hype e estamos aqui para oferecer aquele abraço e explicar o porque.

Para acessar os filmes e séries, basta clicar nos títulos aí embaixo. Para verificar as outras listas do Netflix que já fizemos, clique aqui.

1) Cidade de Deus

Cidade de Deus
Um dos melhores filmes nacionais dos últimos tempos e que não ganhou Oscar de Filme Estrangeiro “because of reasons”, Cidade de Deus é um belo exemplo que até dá pra fazer filme de favela e o escambau sem cair naquele esquema “desgraça”, comum no cinema nacional.

Contando uma história realmente interessante e que se desenvolve ao longo de vários anos, Cidade de Deus é totalmente excelente. Se você nunca viu, crie vergonha na cara e assista.

2) Apenas uma vez

once_2
Ganhador do Oscar de Melhor Canção em algum ano que eu fiquei com preguiça de pesquisar, Apenas uma Vez é um filme bonito, com uma trilha sonora foda e que acabou por se tornar um musical da Broadway, ganhando prêmios no processo.

O filme conta a história de um sujeito meio desiludido com a vida que trabalha com o pai e toca seu violão nas ruas da Irlanda. Um dia, uma jovem conversa com ele, os dois se dão bem e resolvem fazer música juntos. E porra, é bonito pra cacete e agora vou ouvir a trilha sonora enquanto escrevo sobre os filmes que restam na lista.

3) Com as Próprias Mãos

walking-tall-5165384b4febb
Lembra da época em que o The Rock, junto com o Vin Diesel e o Jason Stathan, eram a esperança de uma nova safra de astros de ação do cinema brucutu? Bons tempos aqueles do começo dos anos 2000. Com as Próprias Mãos é dessa época e coloca o Rocha como um soldado que volta para sua cidade natal apenas para ver que ela foi tomada por um safado. Ele se transforma no delegado da porra toda e resolve consertar a cidade na porrada. E com a ajuda do Johnny Knoxville. Melhor filme.

4) Jogos Vorazes

HG
O filme que deu início à folia de adaptar trocentos livros “juvenis” e que ajudou a impulsionar a carreira da Jennifer Lawrence e guardar um pedacinho do nosso coração só pra ela, Jogos Vorazes é um filme que, mesmo inferior ao material original, serve bem para apresentar o universo dos livros.

Nele, podemos ter uma noção de como o mundo ficou após uma guerra, como alguns Distritos são vistos e como é necessário que apenas uma pessoa, um símbolo, apareça para iniciar uma revolução. Maneiro para assistir coladinho com a sequência, Em Chamas, também disponível no Netflix.

5) Archer

archerImagine um agente secreto como o James Bond, com direito à sedução, uns equipamentos legais, treinamento, mas completamente sem noção da realidade e, basicamente, uma criança no corpo de um adulto? Isso é Archer, animação que conta a história de um agente secreto, a agência para a qual trabalha e suas missões.

O desenho é sensacional, adulto e tem algumas tiradas fantásticas, como a fixação que o Archer tem com a DANGER ZONE.

6) An Evening with Kevin Smith

Kevin Smith
Lembra da época que o Kevin Smith era considerado uma das novas esperanças do cinema independente, ao lado de nomes como Quentin Tarantino e Robert Rodriguez? Pois bem, o tempo passou, o cara ficou mais gordo, mais rico, mais velho e perdeu de maneira FORTEMENTE NERVOSA a mão de uns anos pra cá. Mesmo assim, em um aspecto ele ainda manda muito bem é falando com os fãs em bate papos fechados (não no Twitter. Ali ele é só chato).

An Evening with Kevin Smith é da época pós-lançamento de Jay and Silent Bob Strikes Back, e coloca o Smith na frente de fãs em várias universidades dos EUA. Ele fala sobre seus filmes, sobre um documentário que filmou pro Prince e que nunca será lançado, sua participação no desastroso e interessante pra cacete Superman Lives, entre outros assuntos.

É válido comentar que esse negócio é LONGO, tipo três horas e meia longo, então vai com paciência e tempo.

7) Dragão: A história de Bruce Lee

Dragon_The_Bruce_Lee_Story_34666_Medium
Ok, esse filme não é lá muito excelente, mas é válido por ter gerado um dos jogos de luta mais divertidos do meu saudoso Mega Drive. Dragão: A História de Bruce Lee conta, veja só,a história do Bruce Lee. Desde o seu nascimento até a sua morte, vemos como ele supostamente tomou voadora de um baixinho e ficou sem andar por um tempo, foi criado como menina pra um demônio não levar sua alma e coisas do tipo.

E tem porrada pra cacete aí e é divertido de assistir. Se você nunca viu o filme numa reprise do Domingo Maior, fica aí a oportunidade de ouro de corrigir essa falha no seu caráter.

Sem mais artigos