Tem na Netflix #51 – Capitão América socando a cara do Homem de Ferro

Você assinou a Netflix, está todo faceiro por ter uma bordoada de títulos para ver, mas a quantidade de coisas na tela acaba criando um problema. Muitas vezes, você passa mais tempo procurando alguma coisa para ver do que realmente assistindo um filme ou série.

Pensando nisso, resolvemos criar algumas listas com sugestões de filmes, séries e documentários disponíveis no Netflix brasileiro, dando os motivos pelos quais você deveria assistir aquilo. É o Tem na Netflix!

Sim, você simplesmente poderia ficar rodando a lista do Netflix e tentar a sorte com algum título, mas também pode ver em um ou dois parágrafos se um filme merece seu tempo ou não.

A ideia é cada lista contar com sete títulos, um para cada dia da semana. Sim, terão alguns filmes ou séries que todo mundo conhece, mas tem gente que não entende o motivo do hype e estamos aqui para oferecer aquele abraço e explicar o porque. Alguns dos títulos abaixo são lançamentos da Netflix em agosto de 2019.

Para acessar os filmes e séries, basta clicar nos títulos aí embaixo. Para verificar as outras listas do Netflix que já fizemos, clique aqui.

Capitão América: Guerra Civil

Quando anunciado, Capitão América – Guerra Civil causou rebuliço por finalmente adaptar a saga dos quadrinhos que colocava heróis contra heróis, além de servir como uma quase sequência de Vingadores: A Era de Ultron e Capitão América: O Soldado Invernal. Junte tudo isso e o fato de que ele também serviu para finalmente incluir o Homem-Aranha no universo cinematográfico da Marvel e temos um filme bem importante se considerarmos tudo o que aconteceu depois dele. Guerra Civil realmente serve como quase um Vingadores 2.5, dando o empurrão necessário para os acontecimentos do fechamento da saga das Joias do Infinito finalmente acontecerem. E tem Homem-Aranha, sempre bom lembrar.

Ergo Proxy

Ergo Proxy é um anime que pode ter passado despercebido por muita gente na época do seu lançamento, em 2006, mas é uma ficção científica bastante interessante. A série se passa em um futuro em que a humanidade vive em uma cidade construída para protegê-la de um apocalipse ambiental global. Nesse mundo, humanos e andróides coexistem pacificamente, até que uma série de assassinatos cometidos por robôs infectados acabam por revelar segredos do governo sobre uma misteriosa forma de vida humanoide chamada Proxy. O anime é bem bonito, tem uma das melhores aberturas que eu já vi até hoje e é cheio de questões filosóficas sobre a existência e tudo mais. É bem interessante e vale a pena dar uma olhada.

Stallone Cobra

O crime é uma doença e MARION COBRETTI é a cura. Apenas Sylvester Stallone poderia viver um personagem chamado MARION e ainda ser um fodão, Stallone Cobra é basicamente um filme de um policial “meio” psicopata tentando impedir uma gangue de estupradores na base da bala. Justo. Stallone Cobra Netflix Uma curiosidade é que Stallone Cobra só existe porque o ator havia sido escalado para estrelar Um Tira da Pesada, mas resolveu reescrever o roteiro do filme, tirando todas as partes de comédia e transformando em uma história cheia de ação, que combinava mais com ele. O estúdio olhou e rejeitou a ideia porque muitas passagens ultrapassariam o orçamento do filme. Stallone deixou o filme, que eventualmente foi estrelado pelo Eddie Murphy, e pegou as ideias para Cobra. Aí temos dois filmes maneiros com policiais, mas só um deles fala que um assassino gosta de dar tiro e que ele odeia isso. Porque o assassino é um imaturo, um cocô, e o Cobra vai matar ele.

Capitão Fantástico

Capitão Fantástico, apesar do nome, tem nada a ver com gibis ou pessoas voando por aí. Ele conta a história de um pai que vive com seus filhos do seu jeito, longe da sociedade, quando precisa retornar para a cidade por causa da morte de sua esposa e mãe das crianças. Isso faz com que ele entre em conflito com seu sogro, causando drama na família. É um filme que parece simples (e realmente é), mas traz atuações impecáveis, principalmente do Viggo Mortensen, que chegou a ser indicado ao Oscar de melhor ator pelo papel do patriarca da família.

Homem-Aranha

Se X-Men e Blade ressuscitaram os filmes de gibi no cinema, Homem-Aranha sacramentou que ele é um gênero que veio para ficar (pelo menos, continua firme e forte por aí). O filme de Sam Raimi adapta muito bem a história de Peter Parker, como ele se transformou no Aranha e seu conflito com o Duende Verde. Alguns aspectos do filme envelheceram meio mal, mas outros continuam tão bons quanto na época do seu lançamento, o que provavelmente o surgimento das viúvas do Tobey Maguire sempre que outro ator interpreta o personagem.

The Perfection

The Perfection é um filme lançado exclusivamente na Netflix é aquele tipo de história que quanto menos você ficar sabendo, melhor. O básico seria uma jovem violoncelista que retorna aos holofotes após anos isolada, cuidando da mãe direito. Só que algo mudou no seu mundo e outras pessoas tomaram o seu lugar. E aí pra frente, você assiste as coisas acontecerem no que eu poderia sinceramente chamar de PLOT TWIST: O Filme. É um longa de suspense que acaba te prendendo porque você não consegue adivinhar o que vai acontecer em seguida. Baita filme.

Esquadrão Suicida

Ok, muita gente odeia esse filme, ele é cheio de defeitos e tem um Coringa CRETINÍSSIMO, mas depois da aberração Batman vs Superman, ele até que não parece tão ruim. Um grupo de vilões B da DC Comics é reunido para realizar uma missão contra um vilão mais forte. Como cada um deles, caso morra, não vai fazer falta pra ninguém, agentes do governo mandam essa galera pra salvar o mundo. Esquadrão Suicida Harley Quinn Netflix O filme vale MESMO por apresentar a Harley Quinn para o cinema, já que ela vai estrelar um longa só dela (e das Aves de Rapina) no ano que vem. É um filme esquisito, meio desnivelado, mas não chega a ofender ninguém.

Leia Mais
Guardiões da Galáxia ganha novas imagens