Tem na Netflix #50 – Evangelion e Galerito!

Você assinou a Netflix, está todo faceiro por ter uma bordoada de títulos para ver, mas a quantidade de coisas na tela acaba criando um problema. Muitas vezes, você passa mais tempo procurando alguma coisa para ver do que realmente assistindo um filme ou série.

Pensando nisso, resolvemos criar algumas listas com sugestões de filmes, séries e documentários disponíveis no Netflix brasileiro, dando os motivos pelos quais você deveria assistir aquilo. É o Tem na Netflix!

Sim, você simplesmente poderia ficar rodando a lista do Netflix e tentar a sorte com algum título, mas também pode ver em um ou dois parágrafos se um filme merece seu tempo ou não.

A ideia é cada lista contar com sete títulos, um para cada dia da semana. Sim, terão alguns filmes ou séries que todo mundo conhece, mas tem gente que não entende o motivo do hype e estamos aqui para oferecer aquele abraço e explicar o porque.

Para acessar os filmes e séries, basta clicar nos títulos aí embaixo. Para verificar as outras listas do Netflix que já fizemos, clique aqui.

PS: Se isso aqui tivesse sido feito com uma periodicidade melhor, já tinha passado do número 50, mas CINQUENTA, PORRA!

Bandidos na TV

Uma minissérie que mostra o caso do deputado Wallace Souza, deputado estadual e apresentador do programa policial e popular Canal Livre. O programa apelava FORTE pro sensacionalismo, com cenas de cadáveres e o escambau na hora do almoço, como acontece em todo o país. A treta é que surgem acusações que Wallace, um ferrenho combatente do tráfico de drogas, seria um dos chefões do crime em Manaus.

São sete episódios que contam a história, com uma narrativa muito interessante e que te deixa preso até os últimos minutos. Vale muito a pena assistir, nem que seja pelo fato de o tal Canal Livre ser o palco da batalha épica entre Galerito e Gil da Esfiha.

The Chef Show

Quando Jon Favreau resolveu fazer o filme Chef, ele provavelmente teve como ideia uma história que colocaria ele e seus amigos, umas viagens, comidas gostosas e um climão tão gostoso que é impossível achar ruim. Pois bem, agora o ator e diretor resolveu expandir isso na forma de uma nova série para a Netflix.

The Chef Show é basicamente a mesma coisa, mas sem uma história pra disfarçar a vontade do Jon Favreau de reunir os amigos pra comer uma parada gostosa e bater papo. Divertido, leve e aquele tipo de programa pra assistir pra se sentir bem no final. Só não veja com fome, senão ferra tudo.

Spotlight – Segredos Revelados

Ganhador do Oscar de Melhor Filme em 2016, Spotlight – Segredos Revelados é baseado em fatos reais e conta a história da equipe do The Boston Globe que, através de seu trabalho jornalístico, acabou por descobrir diversos casos de pedofilia dentro da Igreja Católica, repercutindo até o Vaticano.

O filme tem um tema pesado, mas é abordado de maneira interessante e, mesmo sendo um daqueles filmes que ninguém lembra que ganhou Oscar, vale bastante a pena, nem que seja pelas atuações do elenco principal.

Anthony Jeselnik: Fire in the Maternity Ward

Anthony Jeselnik é o tipo de comediante que todo o estilo dele é se afundar em humor negro e jamais sair de lá. Com uma entrega bastante monótona, todos os especiais dele trazem piadas que você se sente mal de dar risada, mas ri do mesmo jeito.

Fire in the Maternity Ward segue bem essa pegada. Não é pra todo mundo, já que como comentado, o cara não arrega na hora de contar as piadas, mas se você curte humor negro, vai sem medo de ser feliz.

He Never Died

He Never Died é o tipo de filme que é interessante, ainda que a sua ideia principal seja bem melhor que a execução. Aqui, Henry Rollins interpreta Jack, um sujeito estranho que acaba sendo revelado ser um canibal imortal. Vem comigo porque tem mais.

He Never Died Netflix

Ele acaba se envolvendo com uma mulher e mafiosos, precisando resolver as coisas do jeito que só ele pode. He Never Died supostamente terá uma continuação na forma de uma minissérie, mas isso foi anunciado há quatro anos e até agora nem tchum, mas vamos na fé que um dia sai.

I Think You Should Leave

Enquanto os brasileiros lembram do bloco Adult Swim, do Cartoon Network, com aquele brilho no olhar por causa de animações como Laboratório Submarino 2021 ou Aqua Team: Esquadrão Força Total, nos EUA, o negócio continuou forte e rendeu algumas séries como a imbecil Tim and Eric Awesome Show Great Job! e The Eric Andre Show. Pois bem, I Think You Should Leave, exclusiva da Netflix, é basicamente o mesmo estilo retardado, porém incrível, de série.

Em vários momentos dos episódios, compostos por pequenas esquetes, você acaba se perguntando “Mas o que diabos eu tô assistindo?”e essa é a beleza da série, que deve ganhar uma segunda temporada em breve.

Neon Genesis Evangelion

Fechando com aquilo que todo mundo tava esperando, depois de anos tendo que sofrer com torrents (não minta falando que nunca fez isso), depois de ter sofrido com downloads naquela resolução cretina que hoje ficaria esquisita até num celular, rodando tudo num Real Player MAROTÍSSIMO, Neon Genesis Evangelion chega às plataformas de streaming, mais precisamente em HD.

Falar do que se trata a série nessa altura do campeonato é bobagem, mas é válido comentar que o anime, provavelmente um dos mais populares da década de 90, chega completo, inclusive com seus dois filmes, um que resume boa parte da história e outro com o final “real”, mas que ainda faz muita gente falar “QUE?” depois.

Não existe qualquer previsão da Netflix também conseguir os direitos mundiais para streaming da versão Rebuild, série em filmes que reconta a história de Evangelion, mudando coisas porque o Hideaki Anno tava afim. Até agora, foram lançados três filmes, com o quarto e último, chegando aos cinemas japoneses no ano que vem. Até lá, vê a série original porque vale pra cacete. Nem que seja pra você sair gritando “ENTRA NA PORRA DO ROBÔ, SHINJI! CACETE!”

PS: Apenas TRISTE DEMAIS que a Netflix não reaproveitou a ideia do comercial da Locomotion (SAUDADE DAQUILO QUE NÃO VIVEMOS) de Evangelion.

Leia Mais
Demolidor Netflix
Demolidor: assista ao trailer final da terceira temporada