Tem na Netflix #47 — Romance, blues e porrada

Você assinou a Netflix, está todo faceiro por ter uma bordoada de títulos para ver, mas a quantidade de coisas na tela acaba criando um problema. Muitas vezes, você passa mais tempo procurando alguma coisa para ver do que realmente assistindo um filme ou série.

Pensando nisso, resolvemos criar algumas listas com sugestões de filmes, séries e documentários disponíveis no Netflix brasileiro, dando os motivos pelos quais você deveria assistir aquilo. É o Tem na Netflix!

Sim, você simplesmente poderia ficar rodando a lista do Netflix e tentar a sorte com algum título, mas também pode ver em um ou dois parágrafos se um filme merece seu tempo ou não.

A ideia é cada lista contar com sete títulos, um para cada dia da semana. Sim, terão alguns filmes ou séries que todo mundo conhece, mas tem gente que não entende o motivo do hype e estamos aqui para oferecer aquele abraço e explicar o porque.

Para acessar os filmes e séries, basta clicar nos títulos aí embaixo. Para verificar as outras listas do Netflix que já fizemos, clique aqui.

1) Dois Lados do Amor


Dois Lados do Amor nasceu como um projeto muito mais interessante do que esse que você pode assistir na Netflix. Na real, são dois filmes, cada um focado em um relacionamento pelos olhos do homem e da mulher. Com títulos como HIM e HER, os filmes conseguem ser bem diferentes e mostram que tudo é uma questão de ponto de vista.

A versão disponível na Netflix é a que edita esses dois filmes em um só, algo que perde um pouco a força, mas ainda uma grande história sobre um relacionamento que sai dos trilhos, estrelada pela Jessica Chastain e James McAvoy.

2) Operação Invasão 2


O primeiro Operação Invasão, disponível na Netflix, é um belíssimo exemplo de filme com indonésio nervoso sendo acalmado na porrada. A sequência, que começa quase exatamente do momento que o primeiro acaba, tem mais cenas de ação SENSACIONAIS e absurdas. Ótimo para quem quer ver um baita filme policial (e com um monte de indonésio nervoso sendo acalmado na porrada).

3) Minha Amada Imortal


Vejam bem, tem muito tempo desde que vi esse filme, mas lembro que era de madrugada e eu fiquei até 4:30 da manhã assistindo por ter achado foda. Nele, Gary Oldman interpreta Beethoven e, após a sua morte, um amigo descobre que ele deixou tudo para uma misteriosa amante (a tal Amada Imortal). O filme mostra esse amigo tentando descobrir quem é, com flashbacks da vida do compositor.

Se vale pra alguma coisa, é pra ver o Gary Oldman ser um animal como Beethoven.

4) Batman – A Máscara do Fantasma


Provavelmente o melhor filme do Batman já lançado (ISSO MESMO), Batman: A Máscara do Fantasma faz parte do universo animado e captura perfeitamente o clima dos quadrinhos e do personagem. Não é um filme muito longo, mas tem a dublagem original, já que tá difícil ver qualquer coisa com as vozes em português depois das últimas semanas.

5) Os Irmãos Cara de Pau


Um dos únicos filmes da galera do Saturday Night Live que deu certo, Irmãos Cara de Pau conta a história de dois irmãos que resolvem ajudar o orfanato onde cresceram, e pretendem juntar sua antiga banda de R&B para juntar fundos e salvar o lugar. Essa é a sinopse mais porca possível, já que o filme é muito mais, tendo uma interpretação maravilhosa do John Belushi como Joliet Jake Blues, e participação de meio mundo do R&B e soul.

6) O Maravilhoso Agora


O Maravilhoso Agora é um filme que conta a história de um jovem que, aparentemente, tem a vida ganha no final do colégio, mas acaba se perdendo e vê numa mocinha uma chance de dar a volta por cima.

Parece a sinopse de milhares de outros filmes, mas O Maravilhoso Agora funciona muito bem por causa do seu elenco, que tem Miles Teller e Shailene Woodley como par principal, mas também tem Brie Larson, Mary Elizabeth Winstead (<3) e Bob Odenkirk.

7) Não Me Abandone Jamais


Terminar com um filme que é um soco na cara vindo de feels, Não Me Abandone Jamais é um drama/romance/sci-fi sobre jovens que crescem num orfanato e como seu relacionamento se desenvolve ao passar dos anos.

Falar muito sobre a trama do filme pode estragar alguns momentos, então é válido falar que ele é relativamente lento, mas as atuações do trio principal (Carey Mulligan, Keira Knightley e Andrew Garfield) fazem valer a experiência.

Leia Mais
O Universo DC nos cinemas NÃO é o mesmo da TV