Você assinou a Netflix, está todo faceiro por ter uma bordoada de títulos para ver, mas a quantidade de coisas na tela acaba criando um problema. Muitas vezes, você passa mais tempo procurando alguma coisa para ver do que realmente assistindo um filme ou série.

Pensando nisso, resolvemos criar algumas listas com sugestões de filmes, séries e documentários disponíveis no Netflix brasileiro, dando os motivos pelos quais você deveria assistir aquilo. É o Tem na Netflix!

Sim, você simplesmente poderia ficar rodando a lista do Netflix e tentar a sorte com algum título, mas também pode ver em um ou dois parágrafos se um filme merece seu tempo ou não.

A ideia é cada lista contar com sete títulos, um para cada dia da semana. Sim, terão alguns filmes ou séries que todo mundo conhece, mas tem gente que não entende o motivo do hype e estamos aqui para oferecer aquele abraço e explicar o porque.

Para acessar os filmes e séries, basta clicar nos títulos aí embaixo. Para verificar as outras listas do Netflix que já fizemos, clique aqui.

1) The Flash

flash 1

Provavelmente a melhor série de um canal de TV baseada em quadrinhos na atualidade (antes que reclamem, Demolidor eu meio que desconsidero porque é da Netflix), The Flash conta a história de Barry Allen, um cientista forense que, após sofrer um acidente bizarro (maluco toma um raio nos cornos e não morre), ganha poderes e começa a lutar contra o crime.

A série, derivada de Arrow, que terá a sua terceira temporada disponibilizada na Netflix esse mês, é divertida, parecendo que você está de fato vendo uma história em quadrinhos em ação. E sério, baita vacilo da Warner de ter feito o universo da TV ser diferente do cinematográfico e escolherem outro ator pra ser o Allen no cinema. VACILAÇÃO!

PS: Segunda a Netflix, a temporada será liberada no dia 1º. No site, dia 17. Nos nosso corações? Aí vai de qualquer um.

2) Rush: No Limite da Emoção

rush

Baseado em fatos reais, Rush: No Limite da Emoção conta a história da rivalidade entre os corredores da Fórmula 1 Niki Lauda (Daniel Bruhl) e James Hunt (Chris Hemsworth). O filme mostra o acidente do Lauda, que o deixou com grande parte do corpo queimado, como era o seu relacionamento com o Thor e como Fórmula 1 era um negócio de gente doente. Sério, tinha que ter muita bola pra correr daquele jeito com uns carros que eram tão seguros quanto uma caixa de papelão.

Baita filme. De verdade.

3) Robocop

robocop_2014_movie-1280x1024

Robocop não precisava de um remake, mas eu também não precisava fazer essas listas e mesmo assim aqui estamos. Dirigido pelo brasileiro José Padilha, o filme não é ruim, começa pisando forte no calo dos americanos, mas sofre quando a mão do estúdio pesa em cima da produção. A inclusão de um vilão mais “tradicional” e uma violência bem estéril tiram um pouco do brilho do filme, mas ele ainda consegue ser divertido.

Fora que a primeira cena que o Murphy vê como realmente ficou é um murro na cara.

4) Extermínio

28days

Talvez o melhor filme de zumbi que não é de zumbi, Extermínio é o primeiro do que deveria ser uma trilogia criada pelo diretor Danny Boyle e que mostra uma Inglaterra tomada por um vírus que se espalhou em um mês e devastou a porra toda. Pessoas normais são tomadas por uma versão modificada de raiva, agindo basicamente como zumbis que correm (também conhecidos como “PIOR TIPO DE ZUMBI DO UNIVERSO”).

Tem um elenco de respeito (tem o Nono Doutor ali e eu nem lembrava!) e uma das melhores trilhas sonoras dos últimos 20 anos. Sério.

5) A Garota Ideal

lars

O que acontece quando a sua vida é tão bizarra que você começa um relacionamento com uma Real Doll? É basicamente essa a história de A Garota Ideal, filme estrelado pelo Ryan Gosling e que, apesar de ter uma premissa estranha, é bem interessante e tocante.

Sério, você pensa que vai passar vergonha porque o cara tá “namorando” uma boneca, mas o longa é um retrato bem legal de aceitação e do como uma pessoa pode ser querida por uma comunidade, mesmo NAMORANDO UMA REAL DOLL! Sério, assiste esse negócio.

6) Os Outros Caras

The-Other-Guys-2010

Quem diria que, além de Ted, o Mark Wahlberg seria um cara engraçado em outra comédia? Em Os Outros Caras, o Marky Mark se junta ao Will Farrell em uma história de dois policiais que vivem na sombra dos heróis do departamento. Quando os dois vão pro saco, a dupla resolve assumir a investigação, sendo cretinos no processo.

Parece besta (e é um pouco), mas Os Outros Caras é um filme realmente engraçado, que mostra que o Farrell ainda consegue ser um ator de comédia decente e ainda conta com a melhor participação especial do Samuel L. Jackson e The Rock.

7) Blade

blade1

Muitos dizem que o filme que deu o pontapé para a retomada das adaptações de quadrinhos foi X-Men, mas um ano e pouco antes, outro longa já mostrava o potencial mais sério dos gibis na telona. Blade é a adaptação do herói underground da Marvel que coloca Wesley Snipes dando chute na boca de vampiros e passando a lambida na garganta de vagabundo.

O filme teve duas sequências (sendo a primeira a mais legal), mas esse primeiro já conseguiu mostrar bem o equilíbrio entre seriadde, fanfarronice e fanservice. Sério, aquela chuva de sangue é legal pra caramba. Isso ficou estranho de digitar mas NÃO ME ARREPENDO DE NADA.

Sem mais artigos