Com o lançamento de Star Wars: Episódio VII inevitavelmente se aproximando cada vez mais e à luz dessa internet que parece que veio mesmo pra ficar, era questão de tempo até que a sinopse da produção seja vazada tal como a defesa da nossa seleção contra a Alemanha. E pode ser que isso finalmente tenha acontecido.

O Badass Digest afirma saber a trama do filme e divulgou as informações de forma mais vaga pra não estragar a diversão em 2015. Ainda assim, claro, haverá alguns spoilers do longa e do universo expandido. Você está preparado? :)

“Imagine o texto inicial padrão de Star Wars com a câmera subindo para as estrelas. Mas, ao invés de uma espaçonave entrando na cena, nós vemos… uma mão! Uma mão decepada flutuando pelo espaço. Uma mão decepada segurando um sabre de luz.

Essa mão cai em um planeta deserto a la Tatooine, onde ela é descoberta pelos personagens que serão os nossos heróis. Um deles é Daisy Ridley. O outro é John Boyega, no papel de alguém que está tentando mudar o seu rumo na vida (estou mantendo vago aqui). Eles reconhecem o sabre de luz como uma relíquia jedi e decidem retorná-lo para as pessoas certas.

han and chewie

A missão os leva pra fora do planeta e eles encontram Han Solo e Chewbacca, que não estão mais voando por aí na Millenium Falcon, mas estão pilotando… bem, isso poderia ser um spoiler. Vou deixar pra lá. Continuando, Han e Chewie reconhecem que aquele é o sabre do Luke e dizem que não o vêem há 30 anos, desde os eventos de O Retorno de Jedi.

Começa então uma jornada para encontrar o desparecido mestre jedi. Enquanto isso, num planeta de gelo, forças nefastas estão construindo uma super arma, capaz de destruir sistemas solares inteiros…”

O site completa dizendo que por mais que os mundos citados imediatamente nos lembrem Tatooine e Hoth, nem todos os planetas áridos e congelados da galáxia foram visitados na trilogia clássica. ;)

Além disso, eles estão ouvindo coisas extremamente positivas sobre a ação e os personagens, principalmente a forma como os atores estão dando vida a eles. E uma coisa em particular sempre está sendo repetida: John Boyega é o dono do filme.

Se essa for mesmo a trama do filme (lembre-se, nada disso é oficial), será a evidência que a Lucasfilm não decidiu necessariamente jogar todo o universo expandido pela janela. Por mais que a parte sobre Luke Skywalker estar desaparecido há 30 anos seja totalmente diferente do UE (existem diversas histórias posteriores a O Retorno de Jedi que envolvem o quarteto clássico), há um trecho da sinopse que cita algo familiar às histórias expandidas: a tal arma capaz de destruir sistemas inteiros.

sun crusher

Esse aí em cima é o Sun Crusher, uma super arma praticamente indestrutível desenvolvida secretamente por Wilhuff Tarkin — nem o Imperador Palpatine sabia da sua existência — capaz de transformar uma estrela em uma supernova, aniquilando todos os planetas em orbita.

No universo expandido, a nave foi escondida em uma estação imperial em um sistema distante e esquecida após a morte de Tarkin na primeira Estrela da Morte. Onze anos após a Batalha de Yavin, Han Solo e Chewbacca acabaram encontrando essa base, foram capturados e conseguiram fugir a bordo do Sun Crusher, que só foi destruído muito tempo depois ao ser jogado em um buraco negro.

O quanto da história dessa super arma será aproveitado é impossível saber. Pode ser que fiquem apenas com a ideia de “nave que destrói sistemas” e pronto. Vamos ter que esperar pra descobrir. :)

Outra coisa muito interessante de se notar (graças ao Felipe Demartini, valeu!) é a tal mão flutuando pelo espaço do início da história: já que Han reconhece o sabre que ela segurava como sendo do Luke, é quase certo afirmar que aquela também é a mão dele. Lembra que na cena clássica de O Império Contra-Ataca, pouco antes do “Eu sou seu pai”, Darth Vader decepa a mão direita do jedi? Por mais que ela tenha se perdido em Bespin, não é difícil imaginar formas dela ir parar no espaço.

luke's hand

Fun fact: na Trilogia Thrawn, do UE, essa mesma mão é utilizada para gerar um clone de Luke Skywalker — mas eu duvido que sigam esse mesmo caminho.

Pra fechar, J.J. Abrams revelou o visual de uma X-Wing do Episódio VII para promover a campanha Star Wars: Force for Change. É possível reparar que o design tá significativamente diferente do clássico que nós conhecemos. Melhor ou pior?

Sem mais artigos