Em 2013, durante a Comic-Con (a de verdade), esperava pelo painel da Marvel. Todo mundo empolgado com aquilo, mas aí, no final da apresentação da Warner, Zack Snyder revelou que a continuação de Homem de Aço seria um filme com o confronto entre Batman e Superman. Foi mostrado a logo do filme e só.

Mesmo assim, a quantidade de pessoas que falaram do fato de que um filme que unia Batman e Superman foi muito maior que os anúncios da Marvel naquele ano. O tempo passou, Ben Affleck foi anunciado como o novo Bruce Wayne, confirmação de Mulher Maravilha no filme e o início do caminho para a Liga da Justiça. LEGAL.

Durante anos, todo mundo reclamava do fato de que somente a Marvel construía um universo. Quando a Warner começou, confesso que ainda de maneira meio manca, a mesma galera que falava que a DC precisava de um universo nos cinemas reclamou que agora a Warner estava copiando a Marvel (nem tava, mas ok).

O tempo passou e um trailer de Batman vs Superman era esperado por muita gente que queria ver os dois heróis juntos na tela. Só que aí rolou uma sequência de falhas, o trailer foi lançado e muita gente começou a malhar a parada (90% sem um motivo decente para tal).

Foi quando caiu a ficha (finalmente) e eu comecei a pensar qual foi o momento em que a internet se tornou um antro de gente chata.

Todos são manjadores. Todos são insuportáveis

Uma das coisas que eu sempre falei e que, infelizmente, continua relevante é que a internet é legal por dar uma voz para todo mundo, e a internet é ruim por dar uma voz para TODO MUNDO.

Muita gente consegue falar bem sobre um assunto, seja elogiando, criticando ou somente analisando algo. Ao mesmo tempo, uma maioria de ignorantes que têm acesso a Wikipedia surge pra “apontar erros” e basicamente realizar a versão digital de “auto felação”.

E vendo o lançamento desse trailer do Batman vs Superman, deu pra ver muito disso (que horror). Para essa galera, se você gosta de algo que eles não gostam, não significa que vocês têm gostos diferentes. Significa que você está errado.

BatAffleck: Já é o melhor Batman em só um trailer!

BatAffleck: Já é o melhor Batman em só um trailer!

Eu tive gente imbecil falando que tava errado por ter gostado do trailer. Gente falando “VOLTA ESCREVER NO JUDÃO”, um argumento que eu só posso considerar como “absolutamente retardado”.

Antes de mais nada, eu vou explicar. Durante seis anos, eu escrevi no Judão. Fiz uma porrada de coisa maneira ali, fui pra Comic-Con (a de verdade) e o escambau. Durante esses anos, eu reclamei de algumas coisas, sempre tentando pelo menos contextualizar a coisa toda pra não ficar nesse esquema “NÃO GOSTO ENTÃO NINGUÉM PODE GOSTAR’. E ao mesmo tempo, eu me empolgava.

Muita gente (até hoje) reclamava que nós gostávamos de tudo, que tudo era lindo porque tinha explosões e gostosas. Um argumento válido, ainda que imbecil, mas vamos lá. Eu gosto de me empolgar com essas coisas.

Eu gosto de ver filmes de super-heróis, de jogos de videogame e todas essas nerdices que, no final do dia, não alteram em NADA a chegada das faturas pra pagar, das provas na faculdade, basicamente, não mudam em nada a sua vida.

No final das contas, tudo isso é apenas entretenimento e, a não ser que algum evento em especial teve um impacto forte na sua existência, você pode tentar deixar tudo mais grandioso e eu ainda vou olhar e falar “Ok, cara. Calma”.

Eu quero ver coisas empolgantes, que vão me impressionar no cinema e tudo mais. Quando falaram “VOLTA ESCREVER NO JUDÃO”, além de eu achar babaca (nem tenho problemas com o site, apesar de não concordar 100% com a atual linha editorial), qual é o problema em me empolgar?

Sério, é o equivalente de chegar e falar “VOCÊ NÃO PODE ACHAR ISSO DIVERTIDO! SÓ PODE ACHAR QUE EU ACHO”.

“MAS VOCÊ TÁ FAZENDO EXATAMENTE A MESMA COISA”

Sim e não. Eu não acho que todo mundo precisa gostar das mesmas coisas ou se empolgar com elas. Assim como eu não espero que todo mundo ache algo que eu não goste um lixo. Cada pessoa tem uma experiência de vida que vai decidir o que gostar ou não e isso não é ruim.

Batman vs Superman (1)

O problema está em falar “VOCÊ ESTÁ ERRADO POR GOSTAR DISSO”. Cara, desde quando achar um filme, gibi ou qualquer coisa inofensiva e que de fato não vai mudar a vida de nenhum de nós legal te faz errado?

Se você não gosta daquilo, respeita a pessoa que tá do lado e gostou. Não seja um babaca.

Tá e o trailer?

Antes de qualquer coisa, estamos falando do trailer de um filme que estreia só em março do ano que vem. Um trailer que parece ter sido feito pra ser visto no cinema, vide algumas tomadas mais “cinematográficas” da coisa toda.

Isso não impediu meio mundo de falar mal dos 20 segundos liberados pelo diretor Zack Snyder antes do lançamento oficial.

“NOSSA, QUE TRAILER PORCO! SÓ MOSTRA OS UNIFORMES”. O vídeo em questão, era esse aqui:

Caso você tenha um pouco de noção, dá pra ver que a data ali era para o evento do dia 20 de abril, que mostraria o trailer em salas IMAX nos EUA. Só que isso faria sentido, e a internet aparentemente não trabalha com sentido.

O vazamento do trailer, feito por um brasileiro (ehhh Brasil…), jogou mais areia na cara da Warner, que deveria ter lançado o trailer em vez de esperar pelo tal evento. A estreia do trailer de Star Wars: O Despertar da Força no mesmo dia do vazamento também não ajudou, já que tava todo mundo surfando naquela onda de nostalgia. O vídeo acabou sendo lançado na sexta-feira porque pelo menos deveríamos ver o negócio em HD.

O trailer, em si, mostra aquilo que era esperado depois de Homem de Aço, um filme que erra, mas muito mais por tentar encontrar um jeito de fazer o Superman funcionar no cinema novamente (algo que não rola há algum tempo do jeito que os puristas querem, mas não percebem).

As consequências estão lá, desde a população se voltando contra um ser que pode nivelar uma cidade na porrada e tudo mais. Eis que aí surge o Batman, talvez o único no momento que poderia peitar o cara (provavelmente socado de kryptonita).

As imagens do teaser servem muito bem pra dar a deixa do que o filme pode ser. Não dá pra falar que Batman vs Superman será um filme absurdo de bom, mas com certeza não dá pra falar que ele será ruim.

Mas isso não impediu meio mundo de falar que isso vai acontecer. O próprio Judão postou um texto, que eu julgo bem equivocado, sobre o trailer. Porque esse é um teaser mais bem construído que, por exemplo, alguns da Marvel.

E isso vindo de alguém que é mais fã da Marvel que da DC (apesar de Batman e Arqueiro Verde serem god tier nessa bagaça). De um cara que choramingou em painel de Homem-Aranha na Comic-Con.

Eu vi gente reclamando que o trailer DO FILME QUE TEM O BATMAN é muito sombrio, sendo que uma semana antes estava engomando a zorba porque a série do Demolidor (que é sensacional) era sombria.

E aí eu percebi que não adianta argumentar mais na internet. Essa parada virou ferramenta de reclamação e timinho. É a velha “Meu pai ganha do teu”, só que atualizada pra “A editora de gibi que eu gosto é melhor que a tua” ou “Meu videogame é melhor que o teu”.

Fala só “Gosto da Marvel” ou “Gosto da DC”, “Curto mais o PS4 do que o Xbox”. Não tente diminuir o que o próximo gosta pra se sentir melhor porque você sairá apenas como um babaca.

No fim, o trailer do Batman vs Superman é legal, dentro do que ele próprio se propõe. Fico feliz que ele não é igual a todos os filmes que a Marvel lança porque são estilos diferentes de contar uma história. São personagens diferentes.

Aposto que se estivesse na mesma vibe da Marvel, o mesmo grupo de cretinos reclamaria que está igual. E é aí que eu volto pro começo do texto.

A internet dá espaço pra uma galera conversar sobre o trailer. Ótimo, mas aí tem sempre a galera ser chata e reclamar que outros estão se divertindo com aquilo. “Vou reclamar sem ver porque eu não gosto disso” ou “Você gostou, então é burro” ou “Você não gostou porque não entendeu”. Só deixem a galera se empolgar sem medo de ser feliz.

Batman vs Superman (2)

No fim das contas, isso aqui não vai adiantar pra muita coisa. Gente cretina vai continuar sendo cretina, independente de alguém apontando e falando “VOCÊ TÁ DE CRETINICE”. Vou continuar me empolgando, não importa se eu escrevo aqui, ali ou em lugar algum.

“Nossa, mas você se empolga com qualquer coisa”. Sim, e vocês são muito chatos. Sejam menos chatos, se empolguem mais. É muito mais divertido do que ficar pagando de legalzão na internet.

PS: Se você tem mais de 12 anos e ainda termina mensagens ou textos sobre isso com “#CHUPADC/MARVEL/XBOX/PS4”, você é um imbecil. Beijos.

Sem mais artigos