Quando o primeiro filme do Deadpool saiu, existia toda uma boa vontade em torno do filme por tudo o que ele representava. Um herói mais de nicho, que tinha sido adaptado de maneira porca, com uma versão bem fiel, mas que o estúdio não queria até que um vazamento e os fãs fizeram com que o filme fosse feito. E em cima de tudo isso, um longa violento, cheio de palavrões e piadinhas cretinas.

E tudo funcionou da melhor maneira possível. Deadpool finalmente virou um personagem conhecido pelo público geral, praticamente garantindo sua sequência expandindo o seu universo consideravelmente.

Agora, com a chegada de Deadpool 2, dá pra saber se tudo aquilo foi tipo pegar um raio numa garrafa ou se o personagem se suporta a longo prazo.

Um filme que não foi totalmente entregue nos trailers

Eu acho que a primeira coisa que me surpreendeu em Deadpool 2 foi o quão pouco ele foi entregue nos trailers. Algumas piadinhas teriam muito mais impacto no filme se não tivessem aparecido em vídeos promocionais, mas boa parte da trama do filme e algumas reviravoltas não estão nos trailers de nenhuma forma.

Sendo assim, se você assistiu aos trailers, sabe que é um filme do Deadpool, tem X-Force, Cable, Domino e X-Men no meio. Só e isso é ótimo. Sendo assim, não vou falar sobre do que realmente se trata o filme, mas sim que a história dele me pareceu bem mais interessante que a contada no primeiro filme.

Ela não reinventa a roda e, depois de um tempo, fica um pouco manjada, mas ela tenta ser um pouco diferente do que estamos acostumados com filmes de super-heróis.

Deadpool agora tem amiguinhos

Boa parte da graça do Deadpool tende a se dissipar depois de um tempo e boa parte das piadinhas dele poderiam se tornar irritantes se ele continuasse andando sozinho por aí. Como nos quadrinhos, ele funciona muito melhor quando está com outro personagem, geralmente um herói que não tá afim de aturar o cara.

O Ryan Reynolds, os roteiristas Rhett Reese e Paul Wernick e o diretor David Leitch conseguiram criar um jeito de evitar isso ao colocar o Deadpool no meio de uma porrada de heróis que não suportam o sujeito. Isso apenas potencializa as piadinhas e os atos genuinamente heroicos que ele faz durante o filme.

Toda a sacada de criar a X-Force gera uma das melhores sequências do filme, tanto de ação, quanto de piadinhas infames.

De todos os novos personagens Cable e Domino são os maiores destaques. O jeito fodão do Josh Brolin, que consegue ser a contraparte perfeita do Deadpool, torna as interações entre os personagens bem legal.

A Domino, interpretada pela Zazie Beetz, de Atlanta, é muito legal, mas eu não achei que ela foi tão bem utilizada como muitos outros acharam.

Ela é legal, não tá lá só pra constar, mas eu queria ver mais dela. Talvez em outros filmes eles se aprofundem mais além de “Olha, ela é bonita e tem sorte pra cacete”.

Uma sequência que eleva tudo o que foi mostrado no primeiro filme

Deadpool 2 é o tipo de sequência que consegue pegar tudo o que foi feito no primeiro filme e aumenta tudo. Ele é mais absurdo, mais engraçado, muito mais violento e, de alguma forma, o exagero funciona. Não sei se foi por causa do humor escrachado ou porque ele apresenta muito mais “coração”, mas tirando o comecinho, que parece um “OLHA COMO O DEADPOOL É ENGRAÇADÃO”, tudo é uma evolução esperada da história.

Respondendo a pergunta lá do começo, Deadpool 2 mostra que o personagem consegue sobreviver tranquilamente por mais uns filmes sem cair naquele esquema de “tá bom, já deu isso aí”.

PRINCIPALMENTE se aquele acordo da Disney com a Fox se confirmar e a Marvel resolver não rebootar TUDO (sério, se rolar da Fox ser comprada, Deadpool é provavelmente o único personagem que pode simplesmente aparecer no MCU sem mudar nada e não parecer algo bizarro).

No final das contas, Deadpool 2 consegue realizar a proeza de ser um filme mais divertido que o primeiro, ainda que tenha alguns momentos em que tropeça um pouco na questão do seu ritmo. Mesmo assim, é um filme muito divertido e que mostra a força do Merc with a Mouth no cinema.

Agora, não dá pra saber muito como será o seu futuro, até pelas questões de estúdio e tudo mais. Eu ainda tô torcendo pra ver esse Deadpool aparecer zoando com meio MCU (e tomando soco na cara por causa disso).

PS: O filme tem algumas cenas no meio dos créditos. Não tinha nenhuma depois de todos os créditos, então você pode ir embora quando os créditos realmente começarem a rolar.

Sem mais artigos