Desejo de Matar é provavelmente o filme mais conhecido do Charles Bronson. Baseado em livro do mesmo nome, ele conta a história de um arquiteto que tem sua mulher e filha brutalizadas por bandidos. Com a filha hospitalizada e a mulher enterrada, o cara simplesmente pira, compra uma arma e sai fazendo justiça com as próprias mãos. Apesar de batido, é um filme bem pesado e a transformação de cidadão comum em uma máquina de matar (que não sabe segurar uma arma sem me fazer dar risada). Trocentas sequências foram produzidas e Charles Bronson é lembrado anos depois da sua morte por ele.

Eli Roth, de O Albergue, resolve dirigir um remake do filme, estrelado pelo Bruce Willis. No papel, essa ideia já não é 100%, mas aí você vê o primeiro trailer do negócio e cara, esse negócio tá todo errado.

O tom do trailer é completamente errado, cheio de piadinhas e situações que abrandam e banalizam a violência mostrada. É como se uma pessoa contasse por cima a história pros caras do remake e eles só absorveram “Cara comum sai atirando em bandido na rua”. Colocaram até AC/DC na porra do trailer.

E se foder, Bruce Willis não orna com esse tipo de papel. Eu compro a ideia do Charles Bronson, com aquele bigodão responsa, como pai de família que fica ABSOLUTELY PUTAÇO com uma situação horrível, perde a noção e sai dando tiro. Existe uma fúria oculta ali. Agora o Bruce Willis é o John McLane. Pronto. Você olha pra ele e já consegue ver ele dando tiro e piadinha ANTES de qualquer desgraça. Tá tudo errado nesse negócio.

Desejo de Matar, o remake que ninguém pediu, estreia em novembro nos EUA.

 

Você já curtiu a página do Puro Pop no Facebook e já está nos seguindo no Twitter? O Puro Pop também está no Padrim. Que tal ajudar a fazer o site crescer? Clique aqui e não perca tempo!
Sem mais artigos